99,3% das empresas estremenhas já tem acesso à internet

Além disso, 82% das famílias de Extremadura têm acesso à rede através de telefones móveis.
99,3% das empresas estremenhas dispõe de acesso à internet, um ponto a mais que a média nacional, enquanto que 82% dos lares da região tenha acesso à rede através de um telefone móvel, o que representa um aumento de 1,9% no último ano.
Assim se pôs de manifesto a jornada ‘Extremadura: uma realidade digital’, realizada nesta quinta-feira em espaços nominais de Badajoz e em que se analisou a situação atual do processo de transformação digital que está experimentando a comunidade autónoma e as oportunidades que se colocam para o futuro das empresas estremenhas.
Neste contexto, desenvolveu-se uma mesa redonda em que foram expostos os dados mais relevantes do relatório ‘da sociedade Da informação em Portugal 2016’, editado pela Fundação Telefônica e de acordo com o que 99,3% das empresas estremenhas dispõe de acesso à Internet e, as mesmas, 99,6% conta com acesso de banda larga.
Outro dado de destaque é que, em um ano, a percentagem de empresas estremenhas de 10 ou mais funcionários, que dispõe de uma conexão de banda larga por fibra óptica ou cabo cresceu 11 pontos, até atingir o 39,2%, o que significa que quase quatro em cada dez empresas acessam a internet através de conexões com maior velocidade.
O relatório aponta também uma crescente importância da presença das empresas na rede, o 74,2% das mesmas tem página web, e um avanço nas relações entre as empresas com menos de 10 trabalhadores, dado que a percentagem de micro-empresas com ligação à internet é de 61,6%, dois pontos a mais que o ano anterior.
TIC, tendências e inteligência artificial
Em declarações aos meios anteriores ao ato inaugural da jornada, a diretora do território Sul da Telefónica Espanha, Maria Jesus Almazor, explicou que este ato tem como objetivo mostrar os dados correspondentes ao ano passado, a Fundação telefônica sobre a sociedade da informação em Portugal e por comunidades autónomas, como é o caso de Extremadura.
Sobre esses dados, afirma que mostram a utilização das tecnologias da informação e da comunicação, como se tem avançado em relação a outros anos e como está situada em relação a outras regiões ou outros países e que, além de ver as tendências, permitem também conhecer dados de utilização como que 99,3% das empresas estremenhas já dispõem de banda larga.
Economia digital
Por sua parte, o diretor da Telefônica em Extremadura, Guillermo Santamaria, salientou que, para a empresa, há uma oportunidade enorme em apostar na economia digital” para transformar o tecido produtivo extremeño e gerar emprego e um ecossistema de empreendedorismo novo.
Afirmou, além disso, que estão trabalhando com todas as administrações, regional, intermunicipais e municipais, em transformação, em geral, da própria administração pública, do sector agro-alimentar como “o mais importante da economia da extremadura” ou do turismo e do setor de serviços e no intuito de que “reversão na região e na geração de oportunidades para os empreendedores extremenhos”.

About author